Terremoto do Japão, eixo de rotação da Terra e imprensa

No dia 11/03/2011 o Japão é atingido pelo maior terremoto em sua história medindo 8,9 graus na escala Richter.

Nas últimas horas acompanhei diversas entrevistas nos telejornais com geofísicos. Os geofísicos utilizam métodos físicos e matemáticos para explicar a dinâmica da Terra. Contudo, há grande especulações nesse âmbito, e uma chamou a minha atenção : a mudança do eixo de rotação da Terra.

O Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia (INGV) da Itália afirmou que o eixo de rotação da terra sofreu inclinação de 10 cm. 

Existem divergências nessas questões. Infelizmente os jornais são sensacionalistas e apresentam determinados estudos baseados no que eles podem vender. Por exemplo, em 2010, a NASA ( Agência Espacial Norte-Americana) divulgou que o tremor no Chile alterou em 8 cm o eixo de rotação da Terra. Logo após, o Centro de Pesquisas Geográficas de Potsdram ( um dos mais respeitados do mundo ) desmentiu tal informação veemente :

“Parece que a NASA só quis aparecer nas manchetes dos jornais, porque é totalmente impossível provar que tenha havido uma deslocação de oito centímetros do eixo terrestre”

Supondo que o Instituto italiano esteja certo, vamos calcular a variação do ângulo ocorrido no eixo inclinado de rotação da Terra. No meu post “Física do Pião” demonstrei que o movimento rotacional da Terra é similar ao de um pião e seus eixos leia Aqui

terra terremoto

Sabemos que o ângulo teta é dado pela divisão entre o arco e o raio.

angulo

O raio da Terra é de 6378 km. Convertendo para centímetros : 637800000 cm. Segundo o Instituto Italiano o arco é de 10 cm. Divididindo o arco pelo raio, obtemos um valor aproximado de 0,00000001º. De fato, é um valor tão pequeno, que podemos considerá-lo como zero.

Ocorre muito poser no mundo científico. Esse tipo de cálculo tem tantos fatores externos e internos, que é feito por computadores de última geração, com várias incertezas. Além disso, é de se espantar que tamanho estudo (devido suas proporções) tenha sido construído em tão pouco tempo!

Fica a dica : não confie na imprensa e em alguns estudos antes de tomar conhecimento próprio dos fatos.

Anúncios

Sobre Douglas Aleodin

Mestre em Física pela Universidade Federal da Bahia.
Esse post foi publicado em Física, Física do dia-a-dia e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

14 respostas para Terremoto do Japão, eixo de rotação da Terra e imprensa

  1. Jorge disse:

    Ok. Mas não pegue pesado com os cientistas. Temos ainda muitos cientistas bons e coerentes no mundo inteiro..isso inclui você. Não seja tão gabola assim…apresente seus estudos e suas instruções de forma humilde. Apenas tente conquistar as pessoas com a verdade. Boa sorte…e Obrigado por dispor as informações.

    • Obrigado Jorge pelo comentário!

      Com certeza minha intenção é de esclarecer as coisas e não jogar “verdades” sem explicações. Se na divulgação do estudo ( que foi feito em menos de um dia!), houvesse palavras como “provavelmente”, “estamos especulando”, “será feito um estudo melhor”, eu não criaria esse post. O problema é da forma que foi passado…e não é bem assim.

      Abraços!

  2. Duda disse:

    Porque alguns cientistas afirmam que houve uma mudança no eixo de rotação da terra?

    • De fato, sempre existe. Quando ocorre um terremoto ou mudanças bruscas na distribuição de massa do planeta, há um deslocamento do centro de massa. Esse novo centro provoca um leve torque. O grande problema é que nós físicos não podemos medir isso com tamanha precisão tal qual o Instituto de Geofísicas da Itália divulgou. Não temos artíficios matemáticos nem computacionais que afirme algo tão veemente. Podemos especular, mas não afirmar.

      Abraços!

  3. Duda disse:

    obrigada!

  4. Hélio Vaz Morato disse:

    Polêmicas à parte quanto aos exatos números científicos, pergunto:
    Como ficam os milhares de satélites na órbita terrestre em relação a essa aceleração, principalmente aqueles que acompanham a velocidade de nosso planeta?
    Ou seja, aqueles que acompanham uma determinada parte “fixa” da terra?
    Obrigado pela oportunidade de manifestar-me.

    • Hélio, eu não entendi muito bem sua pergunta…você quer saber se a mudança do eixo rotacional da Terra pode alterar o movimento dos satélites? Se for isso, não. A movimentação dos satélites depende somente das forças gravitacionais do sistema e sua velocidade inicial de lançamento. Quando um satélite é lançado ele tem determinada velocidade inicial que determinará sua altura em relação a Terra, e consequentemente, o tempo em que ele vai ficar em órbita.

      Abraço!

      • Felipe disse:

        Os satélites não são capazes de medir giro do eixo com precisão?

      • Felipe, as mudanças são demasiadamente pequenas para serem medidas por satélites. Tal tipo de cálculo é computacional com base na “nova” distribuição de massa da Terra. Existe um modo para medir o eixo da Terra que é pela observação das estrelas fixas, mas esse certamente é um estudo que leva mais de um dia, diferente do estudo do Instituto de Geofísica da Itália que é uma previsão computacional.

  5. Pingback: Links da Semana | Biosfera MS

  6. Artenio Alves de Alcantara disse:

    Explique como o eixo da terra pode ter sofrido variação de inclinação. você acha que
    o deslocamento de massa em uma mesma região é capaz de mudar a posição do eixo
    da terra?isso faria alterar a força gravitacional naquela região?

    • Artenio, sobre a inclinação há uma discussão nos outros comentários.

      Em relação a força gravitacional, a distribuição de massa alterada por um terremoto não é muito relavante, afinal, a massa da Terra é uma constante. O que vale nesta ocasião é a distância do centro da Terra até a superfície. Contudo, quando se refere as interações entre os planetas, essa alteração é desprezível.

  7. rodrigo disse:

    quando o eixo muda.. se muda?…..leva todas as regioes com ele , todo corpo da terra é inclinado, por isso creio que as mudanças existam, mas nao sao destinadas a uma regiao especifica…….seriam a nivel global e pouco perseptiveis< Rodrigo

    • Rodrigo, obrigado pelo seu comentário. Você está correto quando diz que toda Terra seria inclinada caso o eixo de rotação mudasse. Mas não afirme que as mudanças são imperceptíveis. Veja no meu post sobre o pião, onde afirmo que uma mudança de apenas 0,5º em tal eixo, faria com que nós vivêssemos na Era do gelo novamente, baseado nos estudos da precessão da Terra. Obviamente há mudanças do centro de massa terrestre com terremotos dessa magnitude, como a do Japão ano passado, porém são desprezíveis. Erro é pensar que eles podem alterar significamente a distribuição de massa do planeta a fim de gerar tal fenômeno.

      Saudações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s