Teorias Científicas tem Implicações Filosóficas?

Anúncios
Publicado em Física do dia-a-dia | Marcado com , | 1 Comentário

Notas de aula : Mecânica Quântica – Autokets de energia e o exemplo de precessão do spin

 

Quantica_08

Quantica_09

Quantica_10

Publicado em Exercícios resolvidos, Física, Notas de aula | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Notas de Aula : Mecânica Quântica – Equação de Movimento de Heisenberg

Quantica_15

ii ) Ver na Nota de Aula

Representação de Heisenberg e Schrodinger

Publicado em Física, Notas de aula | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Notas de aula : Mecânica Quântica – Representação de Heisenberg e Schrodinger

Quantica_13

Quantica_14

Publicado em Física, Notas de aula | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Notas de aula – Dinâmica quântica : amplitude de correlação


Quantica_11

Quantica_12

Publicado em Física, Notas de aula | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Dinâmica quântica : Equação de Schrodinger


Quantica_06

Quantica_07

Publicado em Física, Notas de aula | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

A datação radiométrica necessariamente representa uma idade real?

Rochas

Métodos de datação radiométrica requerem dois tipos de ciência : observacional e histórica.

Para obter a idade precisa das rochas teríamos que saber com exatidão a taxa de decaimento dos isótopos (a parte observacional) e as condições iniciais da amostra da rocha (a parte histórica). Certo?

O fato é que não é possível medir diretamente a idade de uma rocha.

Se faz suposições sobre, numa medida indireta.

E algumas suposições são estabelecidas no objetivo de responder certas perguntas. Quais foram as condições iniciais da rocha e a quantidade inicial dos elementos químicos? A quantidade de elementos pai ou filho na rocha não foram alterados no passado? A taxa de decaimento se manteve constante desde que a rocha foi formada? Dentre muitas outras perguntas.

Ninguém sabe responder essas perguntas com plena segurança.

Se as suposições sobre a rocha forem falsas, o que ocorre é uma datação radiométrica assustadoramente longe (mais antiga) da idade real, e o Dr. Nahor fala um pouco sobre no vídeo abaixo. Uma catástrofe mundial, como um dilúvio global, o qual o trabalho do Dr Nahor suporta; mostra que se tal evento ocorreu no passado, a datação radiométrica não representaria a idade real. A rocha teria aparência de velha, mas não seria tão velha assim.

Porém, se as suposições de contaminação de amostra, ou de catástrofes globais forem consideradas para responder às perguntas acima; o que acontece é uma grande mudança na medição indireta da datação radiométrica, que poderia levar, talvez, a uma melhor estimativa da idade real das rochas.

Desse modo, a datação radiométrica assume certas premissas, e a partir delas, se faz a estimativa. Mas essas premissas vigentes, parecem não corresponder as evidências observacionais, segundo o Dr. Nahor.

Publicado em Física | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário